Como melhorar os resultados do seu negócio

Postado em 15 de Junho de 2018 às 00:00h

A gente sabe que a alta produtividade é um dos fatores chaves para o crescimento da sua empresa, por isso trouxemos algumas boas para você implementar dentro da sua atividade empreendedora.

E mesmo que cada negócio tenha as suas peculiaridades e variáveis incontroláveis, tentamos analisar quais os pontos básicos capazes de afetar qualquer negócio quando falamos de produtividade e resultado.

Papel e caneta! Temos  quatro dicas que podem ajudar muito na melhoria do seu negócio, seja ele formal ou informal.

1 - Faça tudo com planejamento

Sim, pode ser um clichê. Mas nenhum passo dentro do seu negócio pode existir sem passar pelo planejamento. Ele é uma parte essencial. Afinal, é preciso ter um cronograma que ofereça um norte para onde o seu negócio vai.

Falta de Planejamento é sinônimo de desorganização e pode levar à procrastinação, entre outros problemas como baixa produtividade e prejuízo. Ter um bom planejamento deixa de ser clichê e passa a ser estratégia essencial  para estruturar seu negócio em etapas organizadas, que assegurem que nada será esquecido e que seu objetivo será concluído, conforme planejado.

Assim, definir bem seus objetivos e ter um bom planejamento ajuda a mudar um método que pode não estar dando certo, como também fortalece aspectos e procedimentos essenciais para melhoria de resultados já alcançados.

Planeje suas ideias para que possa colocá-las em prática, mas tenha calma. Viva dia após dia focado e tenha consciência da responsabilidade de cada passo. Comprometa-se com seu negócio e dê seu máximo. Baixe grátis o guia de planejamento para empreendedores e negócios e saiba como aplicar as ferramentas mais modernas para seu planejamento.

2 – Capacite a equipe do seu negócio

Essa dica serve para qualquer tipo ou tamanho de negócio. Afinal, se até seu computador passa por atualizações, como você e seus colaboradores não irão precisar? Investir tempo e recursos em conhecimento, faz bem para o profissional, torna-o motivado e também mais preparado para lidar com as necessidades do seu negócio.

Um profissional treinado e atualizado produz mais, pois tem mais habilidades e por isso encontra bem menos problemas ao realizar as tarefas exigidas dentro da sua atividade, podendo assim otimizar o tempo no qual algumas tarefas são realizadas.

Assim, não adianta acomodar-se, desistir ou demitir os antigos profissionais e contratar novos funcionários, ainda os que chegam precisam de capacitação e treinamento para se adaptar a realidade e métodos do seu negócio.

Você, como líder do time, deve sempre observar suas habilidades e as dos que formam o seu time e ajudá-los a melhor desenvolver aquilo para o bem do seu negócio. Desta forma, você estará aperfeiçoando as características e, consequentemente, os processos que tornam a atividade do seu negócio mais produtiva para todos.

3 - Motivação é investimento

Caso você ainda não tenha notado, motivação e produtividade sempre estão de mãos dadas, por isso é essencial encontrar fatores que possam motivar você a desenvolver seu negócio, seus colaboradores a apoiar sua iniciativa e seus clientes a comprarem cada vez mais e felizes.

Defina objetivos e metas claras, profissionais e pessoais. Materialize seus resultados no papel, trace suas estratégias e coloque um prazo para alcançá-las. Construa pequenos planos de ação com seus “passos” rumo ao estado desejado. Mensure semanalmente ou mensalmente seus resultados e veja o quão mais próximo você está dos seus objetivos. Lembre-se, a motivação do empreendedor vem dos resultados alcançados, e também daqueles que ainda não foram.

Para motivar sua equipe: Construa um relacionamento sólido, aberto e direto com seus colaboradores. A maior motivação vem do respeito e do bem estar. Crie campanhas de incentivo com bonificações por metas reais, gere benefícios , promova a integração entre sua equipe ,reconheça seus esforços no dia a dia, faça reuniões, dinâmicas e encontros produtivos, feedbacks também são gatilhos de motivação eficazes.

Já os clientes, podemos defini-los entre aqueles super motivados, moderadamente motivados ou nada motivados. Apesar da forma como definimos, todos eles devem ser estimulados a construir uma relacionamento com seu negócio, sendo essencial expor o diferencial competitivo do seu produto/serviço. Por exemplo, o cliente ao entrar em sua loja de roupas, pode estar super motivado por estar procurando uma calça, mas ainda assim precisará de estímulo para decidir aceitar os modelos disponíveis, preços e condições. Já aquele nada motivado, pode sequer entrar na sua loja, mas se você chegar até a ele de forma estratégica, fizer uma boa oferta, expor os benefícios do seu produto/serviço, agregar valor  e adequar suas expectativas às expectativas do cliente, seu produto/serviço terá grandes chances de ser escolhido. Existem várias formas de motivar o consumidor. Promoções, campanhas, ações de televendas, vendas pela internet e demais estratégias podem ser utilizados para motivar o seu cliente a compra. Acesse aqui o guia de estratégias de promoção

4 - Organize e reforce seu Fluxo de Caixa

Fundamental para organizar a previsão de custos e de receitas da empresa, o fluxo de caixa também é indispensável para organização e saúde financeira do seu negócio. Através da análise do fluxo você saberá suas “melhores datas”, bem como período do mês de maior fluxo de pagamentos. Para melhor organização, pague suas contas em dia, diferencie despesas de investimentos, separe contas pessoais das contas do negócio, vigie a entrada de recebíveis para sua balança ficar sempre positiva. Estas dicas já auxiliarão você a conhecer e organizar seu fluxo de caixa.

Sabemos que nem sempre estamos prontos para as oportunidades que aparecem, para isso, o Ceape disponibiliza linhas de microcrédito para capital de giro (R$1.000 á R$20.000), que servem para você reforçar seu fluxo de caixa e aumentar as vendas do seu negócio.

É simples, veja o exemplo.: Para o dia das mães João, que tem uma loja de roupas, tomou R$3.000,00  no Ceape para reforçar seu fluxo de caixa, o mesmo ao invés de comprar seus produtos para revenda do fornecedor com pagamento a prazo, comprará a vista e em quantidade maior, o que lhe dá o poder de negociar condições melhores e a capacidade de multiplicar suas vendas por ter um estoque maior ou melhor(diversificado). Joao pagará tranquilamente 5 parcelas de R$683,40 ,  não estará devendo fornecedores e ainda receberá orientação financeira presencial para melhoria do seu negócio. Rápido, barato e descomplicado.

Gostou das dicas ? Queremos saber quais você implementou no seu negócio e como elas influenciaram seus resultados.

Fonte: CEAPE